segunda-feira, 14 de agosto de 2017

CRIATIVOS DA ESCOLA




A partir do dia 10 de abril, podem ser inscritos na 3ª edição do Desafio Criativos da Escola projetos de crianças e jovens que têm transformado a realidade em que vivem. Realizado pelo Instituto Alana, o Desafio reconhecerá 11 iniciativas que mais se destacarem por seu protagonismo e impacto social e levará três estudantes e um educador de cada grupo para uma viagem ao Rio de Janeiro (RJ).
O objetivo do Desafio é celebrar projetos desenvolvidos em escolas públicas ou privadas, que estimulem o protagonismo dos alunos e incentivem a formulação de soluções para eventuais problemas nas escolas, comunidades ou municípios onde moram. Além da viagem a ser realizada em dezembro deste ano, em que os grupos selecionados poderão trocar experiências e fortalecer suas ações, haverá também prêmios em dinheiro para o projeto e para o educador responsável.
“Em 2016, recebemos 1014 projetos de todas as regiões brasileiras, com centenas de experiências incríveis, desde um coletivo de meninas negras que lutam contra o machismo e o racismo na escola até uma iniciativa de estudantes que gerou uma lei municipal de preservação da caatinga, no Ceará. Esse ano, nós queremos conhecer muito mais ações inspiradoras desenvolvidas por jovens em todos os cantos do Brasil. O Desafio é uma oportunidade de valorizar, dar voz e visibilidade ao trabalho dessas novas gerações”, explica Carolina Pasquali, diretora do projeto Criativos da Escola.

Os interessados podem enviar até o dia 1º de outubro de 2017 tanto projetos já finalizados quanto aqueles que ainda estejam em andamento,
pelo site do Criativos da Escola: http://criativosdaescola.com.br/ 

Para os educadores que têm interesse em promover experiências de transformação protagonizadas por seus alunos, a iniciativa disponibiliza também em seu site um Material de Apoio, além de textos, vídeos e reflexões que podem contribuir com sua prática dentro e fora da sala de aula.
Pelo segundo ano consecutivo, o Desafio conta com o apoio do programa Parceria Votorantim pela Educação, do Instituto Votorantim, nos 53 municípios onde desenvolve suas atividades.
 

UNIVERSOS FEMININOS NA ANIMAÇÃO



quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

PROFESSOR TAMBÉM É ARTISTA: ÚLTIMOS DIAS DA EXPOSIÇÃO DO ARTISTA-PROFESSOR DA REDE MUNICIPAL DO RIO, JABIM NUNES


Últimos dias para conhecer as pinturas recentes de Jabim Nunes, artista plástico e professor de artes visuais de nossa rede, lecionando "Arte Contemporânea" num dos espaços de Extensão Educacional da PCRJ\SME, o Centro de Pesquisa e Formação em Artes e Esportes Núcleo de Arte Grande Otelo, 6ª.CRE. A exposição, com curadoria de Gilvan Nunes, que acontece no Centro Cultural dos Correios, foi prorrogada até depois do Carnaval, dia 5 de março. Quem ainda não viu, aproveite para prestigiar e conhecer o trabalho de nosso colega das artes visuais! Visitei um dia desses a exposição e fiz os registros a seguir. Parabéns, caro Jabim!

JABIM NUNES TRABALHOS RECENTES
Visitação de terça a domingo, das 12h às 19horas
(conferir horário especial durante o Carnaval)
Centro Cultural dos Correios
Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro, Rio de Janeiro
Corredor Cultural












Postado por Imaculada Conceição Manhães Marins


sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

EXPERIÊNCIAS NO ENSINO DA ARTE: Novas produções dos alunos da Profª Simone Santiago (SME-RJ)


Profª. Simone Santiago
No término do ano letivo de 2016, Simone Santiago, Arte-educadora da rede pública de ensino da Cidade do Rio de Janeiro, postou no grupo do Facebook , "Sala de Arte" [clique aqui para conhecer o grupo], imagens dos trabalhos de seus alunos e algumas palavras sobre, que aqui eu reproduzo a pedido da professora.
"A ultima sexta feira (02/12/2016) foi um dia de tirar o fôlego! Mais um ano de (MUITO) trabalho e inspiração.
É aí que eu percebo o quanto coloco as crianças para trabalhar. Meus pequenos são artistas! E eu faço questão de preparar tudo com o maior capricho. Para mim, trabalho de aluno é para ser valorizado. E eles adoram ver.
Então apresento a vocês a 'Segunda Expo de Artes da EM Profª Marisa Vargas de Menezes'.
Cada painel tem uma história e muita energia envolvida.
Amo o que faço e admiro cada molequinho, de cada turma com que trabalho. Eles me deixam doida, por vezes, mas cada dia me fazem melhor. Amo muito".

Este painel apresenta trabalhos baseados na exposição da artista japoneja Yayio Kusama, Obsessão Infinita. Estudamos o elemento ponto e a figura geométrica, círculo
Neste painel trabalhos feitos a partir das obras de Franz Krajcberg. Nossas árvores foram feitas com materiais reaproveitados. Papelão para a base, papelagem para os troncos depois pintados com tinta de terra. As copas são de colagem de serragem coloridas com anilina e álcool. Meses juntando papelão para o trabalho valeu muito a pena!

Mais árvores. O fogo também foi feito com papel reaproveitado (detalhe)

Projeto Merendeira cor de rosa foi um projeto junto com o Museu de Arte Contemporânea Bispo do Rosário em que as crianças firam uma expedição emocionante pelo museu, vida e obra de Artur Bispo do Rosário. A partir da visita às crianças construíram pequenos mantos com a percepção que tiveram da visita. Foi incrível!
Um mar de cores...

Um mar de cores... (detalhe)

Um fio que borda emoções...

Um fio que borda emoções... (detalhe)

Um fio que borda emoções... (detalhe)

Mais produções...
pesquisas...
texturas...
cores e gestos...
formas...
experimentos...



PARABÉNS PELO TRABALHO, PROFESSORA SIMONE SANTIAGO E ALUNOS!
BOAS REALIZAÇÕES EM ARTE E MAIS SUCESSO EM 2017!

Postado por Imaculada Conceição M. Marins

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

ARTE POPULAR

O Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular convida para o Mercado Brasil de Artesanato Tradicional, feira que acontece de 15 a 18 de dezembro de 2016, das 10h às 19h, no Catete, RJ, e reúne mobiliário, artigos para casa, acessórios, vestuário e muito mais, assinados por artesãos de todas as regiões do Brasil. Em barro, tecido, madeira, fibras vegetais, etc, os objetos são produzidos por 40 comunidades tradicionais.
O Mercado é uma ação do Promoart – Programa de Promoção do Artesanato de Tradição Cultural, e possibilita a comercialização a preços justos tanto para quem compra, quanto para quem produz.
Aceitamos cartões de débito e crédito.
RealizaçãoCentro Nacional de Folclore e Cultura Popular/Iphan/Ministério da Cultura
Associação de Amigos do Museu de Folclore Edison Carneir